quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Miguel Sinfrónio convocado para os treinos de observação da Selecção Nacional Sub-17

por
A Federação Portuguesa de Voleibol (FPV) anunciou as convocatórias para os treinos de observação de atletas com potencial com vista à sua integração nas selecções nacionais de Sub-16 (Femininos) e Sub-17 (Masculinos).
10603297_10201806200915707_6136201313498131168_nO atleta do Moura Volei Clube, Miguel Sinfrónio, é um dos 27 convocados para os referidos treinos que terão lugar no Pavilhão Desportivo da Escola Superior de Educação do Porto – Instituto Politécnico do Porto (IPP) no próximo sábado, dia 29, das 10h00 às 12h00 e das 15h30 às 17h30.
Destes atletas agora convocados, serão escolhidos os 12 que irão representar a Selecção Nacional Sub-17 num Estágio Bilateral, a realizar de 5 a 8 de Dezembro, em Espanha. Na segunda-feira, dia 1 de Dezembro, será anunciada a convocatória dos atletas seleccionados para o Bilateral.
Fonte: FPV
Fonte:  http://mouravoleiclube.wordpress.com/

Associação Encontros de Petizes e Traquinas


Encontros de Petizes e Traquinas
Associação

Encontros de Petizes e Traquinas

Inscrição de atletas
Informam-se todos os clubes interessados em participar nos encontros de escolas de formação (Petizes e Traquinas), que devem inscrever os seus atletas até final do mês de janeiro de 2015.
Fonte: AFBeja.com

Presidente dos árbitros de Beja crítico e revoltado

O presidente do Conselho de Arbitragem de Beja não esconde a sua indignação e revolta por o árbitro bejense José Dinis Gorjão ter ficado fora do estágio para a elite.
Victor Madeira sente-se enganado pelo líder da arbitragem nacional, Vítor Pereira, num processo que já classificou como “maquiavélico”.
A história conta-se com facilidade: nos exames de acesso ao referido estágio, Dinis Gorjão estava a conseguir um desempenho brilhante. Numa dessas sessões, o seu telemóvel vibrou e o árbitro de Beja rapidamente rejeitou o telefonema. Mas não se livrou de uma forte chamada de atenção.
Na mesma sessão, o árbitro Rui Filipe Oliveira, do Porto, foi apanhado a copiar e não entregou o exame. No final da sessão, Dinis optou por entregar o exame e recebeu a garantia do examinador (António Montiel) que tudo estava bem.
Seguiram-se provas físicas em pista e o bejense conclui o máximo possível: 15 voltas completas. Já o árbitro do Porto não passou das… 10!
Dias depois, sabe-se que os dois árbitros foram igualmente penalizados e os seus exames anulados. Mas, curiosamente, acabaram por ser corrigidos. A polémica instalou-se e o presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Beja (AFB) não escondeu o seu forte protesto junto do líder da arbitragem nacional, Vítor Pereira. Este, numa visita pessoal a Beja, assumiu então que o problema seria superado.
Contudo, há cerca de um mês, o Conselho de Justiça da FPF tornou pública a sua decisão sobre o processo. Dinis Gorjão acabou afastado do estágio para a elite.
Curiosamente, sendo testemunha no processo, o árbitro da Associação de Futebol do Porto, Rui Filipe Oliveira acabou por beneficiar desta decisão pois, caso Dinis Gorjão tivesse sido ilibado, ele próprio ficaria afastado do estágio. Deste modo, o juiz portuense acabou por integrar o estágio!
Confrontado com este processo, o presidente do Conselho de Arbitragem da AFB não esconde a sua revolta e garante que já tomou medidas concretas para inverter a situação e repor “a verdade e a justiça” neste processo. Mesmo que admita que a AFB não tem o peso de outras associações, como a do Porto, por exemplo!
“Se o nosso objectivo for ter peso, então estamos a querer atingir os mesmos meios de que nos queixamos. Não queremos peso, queremos sim a verdade e a justiça. E isso, nenhum conselho de justiça, conselho de arbitragem ou mesmo a própria FPF nos retirará”, garante Victor Madeira ao “CA”.
Empenhado na clarificação deste processo, o líder dos árbitros baixo-alentejanos assume a sua mágoa com o comportamento do responsável nacional da arbitragem, Vítor Pereira. E também não esconde que o trabalho do antigo juiz internacional já teve melhores dias.
Nesse contexto, a reacção do conselho bejense tem sido “enérgica”.
Além da denúncia nacional do problema na comunicação nacional, Victor Madeira reuniu com o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, num encontro onde também participaram Vítor Pereira, o secretário-geral da federação e o presidente da AFB.
“Decidi desencadear todo este processo em nome de todas as pessoas que passaram pela arbitragem do distrito de Beja, que estão na arbitragem e nos que virão no futuro”, salienta.
Vítor Madeira revela também que “os árbitros têm dado todo o seu apoio a esta causa”. E muitos deles pedem-lhe “para não desistir”!
“Recebi imensos telefonemas a dar força para continuar, pequenas associações agradeceram-me a coragem de dizer o que muitos pensam mas têm alguma reserva em denunciar”, conta ao “CA”.
Victor Madeira admite que durante muito tempo o Conselho de Arbitragem de Beja não tenha “mostrado indignação com a força que se justifica para alterar esse trauma com que vivemos” no distrito. E a sua luta, garante, vai continuar!
Fonte: http://www.correioalentejo.com

Sub-17: Filipe Ramos satisfeito com novos jogadores

O técnico explicou que existem novas opções para o leque de escolhas da Seleção Nacional.
Futebol Sub-17
A Seleção Nacional sub-17 concluiu esta quarta-feira um estágio de preparação de dois dias em que o treinador nacional Filipe Ramos aproveitou para observar novos jogadores e prosseguir com a consolidação de processos da Equipa das Quinas.
“Tínhamos como objetivo observar novos jogadores, continuando a alargar o leque de opções da equipa. Este é um processo contínuo e aberto e nesse sentido observámos em contexto de Seleção alguns jogadores que se destacaram nos seus clubes. Ao mesmo tempo que identificámos esses novos atletas com os nossos processos, continuámos a consolidar a nossa ideia de jogo com todos aqueles que já haviam sido chamados. Os objetivos que tínhamos delineado para este estágio foram plenamente cumpridos e estamos amplamente satisfeitos com a entrega e disponibilidade demonstrada por todos.”
Filipe Ramos explicou que as observações prosseguem e pelo discurso, percebe-se que terá uma boa dor de cabeça na altura de fazer as escolhas.

“Vamos continuar a fazer as nossas observações tanto ao nível de clubes como em contexto de Seleção. Todos se apresentaram em bom nível e mostraram ter capacidade ao nível das nossas exigências. Vamos continuar a efetuar as nossas análises para podermos efetuar as melhores escolhas aquando da competição.”

Depois deste estágio no Estádio Nacional, Os sub-17 lusos voltarão a concentrar-se entre os dias 15 e 17 de dezembro para novo estágio que antecede a participação no Torneio Internacional do Algarve (em fevereiro) e na derradeira fase de apuramento para o Euro-2015, que arranca no final de março.

Fonte: FpF.PT

Assembleia Geral


Agenda do Atletico de Reguengos


Fora:
Infantis: Oriolenses x Atlético SC (sábado, 10h30)
Iniciados: Estremoz x Atlético SC (domingo, 10h30)


Domingo o teu apoio é fundamental para regressar às vitórias!


| Andebol | ACR Zona Azul segue em frente na Taça de Portugal!

A equipa sénior de andebol da ACR Zona Azul, recebeu a formação do Almada AC, que disputa a 2ª Divisão Nacional, em jogo a contar para a 2ª Eliminatória da Taça de Portugal.
A equipa bejense derrotou a equipa vinda de Almada no prolongamento com um resultado de 31-29. 
A próxima eliminatória, que contará já com a presença das equipas da 1ª Divisão, será disputada a 15 de janeiro de 2015.

Campeonato Distrital de Juvenis - 7ª Jornada

Redondense 0-1 União M.

Outros resultados:
Estrela V.N. 11-0 Bairro St. António
Portel 1-2 Atlético R.
Canaviais 2-1 Arraiolense
Estremoz 6-0 S.L. Évora




Make Money at : http://bit.ly/copy_win
Publicada por João Baptista (Jota)

Make Money at : http://bit.ly/copy_win
Publicada por João Baptista (Jota)

Make Money at : http://bit.ly/copy_win

terça-feira, 25 de Novembro de 2014

Pedro Correia já não é o treinador



O treinador Pedro Correia acordou a rescisão amigável do contrato que o ligava ao Farense até ao final da época em curso e vai abraçar um projeto no futebol chinês, assumindo o comando de uma equipa da 2.ª Divisão daquele país e a coordenação do futebol juvenil.

"Vou partir para uma nova aventura", confirma o técnico, que conversou com os dirigentes do Farense na semana passada, ficando desde então assente que faria em Tondela o último jogo como responsável pela formação algarvia.

"Quero agradecer ao presidente (António Barão) e ao diretor desportivo (Eduardo Barão) a oportunidade que me deram de trabalhar num clube com a história e a projeção do Farense e, também, a compreensão demonstrada para me libertarem", assinala Pedro Correia.

Agradecimentos "extensivos a Antero Afonso e José Serrão, que fizeram parte da equipa técnica, sendo peças importantes de uma estrutura muito empenhada e dedicada. Tive a oportunidade de defender um clube com uma dimensão muito grande e adeptos fantásticos. Guardarei no meu coração momentos inolvidáveis, como as vitórias nos dérbis algarvios, e continuarei a ser sócio do Farense, partindo com bem mais amigos do que tinha quando cheguei."

A mudança para a China "representa o abrir de uma porta para uma experiência aliciante e diferente, com condições que, infelizmente, o futebol português não pode, no momento, oferecer."

Pedro Correia estará esta terça-feira em Faro para despedir-se dos jogadores e dos dirigentes. "A equipa encontra-se numa posição estável (12.º lugar, com 20 pontos, não tendo ganho nenhum dos últimos sete jogos) mas não parto satisfeito com os resultados alcançados, pois queria mais. No Farense, a ambição é sempre grande e espero que o clube atinja os seus objetivos", assinala.

Antero Afonso assume esta terça-feira o comando do grupo e, segundo fonte ligada à SAD do Farense, pelo menos nos próximos dois jogos (ambos em casa, frente a Trofense e Marítimo B) será o treinador, não havendo pressa por parte dos responsáveis, que estão a estudar várias possibilidades no mercado. Antero, refira-se, tem sido chamado à função várias vezes nas últimas épocas, assegurando os períodos de transição entre a partida de um técnico e a chegada de outro.

Fonte: www.record.xl.pt
Fonte:  http://scfarense1910.blogspot.pt/